quinta-feira, 28 de junho de 2012

NetGenie: o génio da proteção doméstica

Não é comum, mas de vez em quando surge no mercado um produto que nos suscita a exclamação: "era mesmo isto que eu precisava!, como é que nunca ninguém se lembrou antes?".
Pois o router NetGenie é uma dessas ideias, simples mas geniais.
Ao nível do hardware, o NetGenie não tem nada de verdadeiramente especial que o distinga de qualquer outro router wireless – na verdade, aspetos como um switch Ethernet integrado 10/100 pode até ser considerado como uma desvantagem num mundo de concorrentes que já oferece conetividade gigabit (embora, verdade seja dita, muito poucas pessoas tirem dela partido...).
No entanto, é o software que está dentro deste router que o torna num caso à parte neste mercado cheio de caixas mais ou menos iguais.

Proteção distribuída vs. proteção centralizada

Eu explico melhor. O router é a peça central de uma rede doméstica, gerindo acessos com e sem fios, atribuindo endereços IP, evitando acessos não-autorizados e intrusões provenientes do exterior, etc. Normalmente, é este o seu papel. Funções de limitação e/ou proteção parental dos dispositivos ligados à rede são habitualmente (quando o são, de todo) implementadas nos próprios equipamentos – PCs, tablets, smartphones...
Windows e MacOS disponibilizam controlos parentais para PCs e MACs, respetivamente, oferecendo filtragem de conteúdos, navegação segura só em determinados websites, controlo de horários de acesso, etc. Mas a utilização destes controlos só faz realmente sentido para crianças pequenas – digamos, até aos 12/13 anos – porque as mais crescidas mais cedo ou mais tarde encontrarão forma de ultrapassar estas limitações.
Além disso, o simples facto de um progenitor estar a aceder ao computador de um adolescente, mesmo que seja para o proteger de si próprio, não é normalmente visto de forma muito favorável... Acresce que todos estes controlos funcionam em computadores, mas são difíceis, ou impossíveis de implementar em tablets e smartphones, dispositivos cada vez mais usados em casa para aceder à Internet.
Ora tudo isto seria muito mais fácil se houvesse uma forma centralizada de configurar proteções e restrições de acesso, mas ao mesmo tempo fazê-lo de forma diferenciada, de acordo com as necessidades de cada membro da família.
Muitos routers integram controlos parentais, os quais possibilitam diversas formas de controlos e restrições. Contudo, até agora não encontrei nenhum que conjugasse a flexibilidade que é dada pelos controlos no próprio dispositivo de acesso, que permitem criar perfis de proteção de acordo com cada membro da família, com a facilidade de uma configuração centralizada no próprio router.
Ora é isso mesmo que o router NetGenie faz.

Proteção no sítio certo

No fundo, o router NetGenie, que a WhiteHat começou agora a comercializar em Portugal por cerca de €110, resolve de uma vez por todas os dilemas de uma família que pretenda de alguma forma controlar, limitar e/ou proteger a sua rede doméstica e, sobretudo, o acesso à Internet.
Através do software de configuração do router (clique para aceder a uma demo), disponível em Português, podemos criar perfis para cada membro da família e que incluem filtragem de conteúdos, controlo de acessos e limitações de utilização horária, entre outros.
Isto possibilita, sem ter sequer de mexer em qualquer dispositivo usado para aceder à Internet, criar perfis diferenciados para cada utilizador, mas de forma centralizada. É uma espécie de solução da quadratura do círculo, algo que parecia impossível de realizar, mas que subitamente surge integrado num só produto, fácil de usar e de configurar. (Uma versão com software pensado para pequenas empresas está também disponível).
Outro aspeto que vale a pena salientar é que o software de configuração dos routers não costuma ser propriamente fácil de entender, quanto mais de configurar! Ora uma das coisas que salta de imediato à vista na interface de configuração do NetGenie é, precisamente, o seu desenho simples e de compreensão imediata.
O NetGenie possui ainda coisas que nunca tinha visto num router doméstico desta gama, nomeadamente um anti-virus integrado, através do qual todas as máquinas ficarão protegidas (embora eu me sinta mais seguro se souber que cada máquina na rede está também protegida com antivirus próprio...).
Por tudo isto, só posso dizer que estou na fila para adquirir uma destas máquinas lá para casa. Altamente recomendado!

Edit: o NetGenie pode ser também usado com uma pen 3G, o que o torna adequado para outro tipo de utilizações – podemos até pensar em levá-lo para férias, por exemplo!

Edit 2: Quem tem um router da ZON (Zon Hub) tem de o colocar primeiro em modo "bridge" para que possa usar todas as funcionalidades do NetGenie ou de qualquer outro router. Para isso é preciso entrar no router da Zon em modo administrador e alterar uma série de definições. Encontrei essas instruções aqui. Para quem tem um router do Meo não sei como se faz...

Sem comentários: