sexta-feira, 10 de julho de 2009

O sistema operativo do Google e o que ele realmente representa

Como ando muito ocupado com outras coisas, estive à espera que, uma vez passado o clima de histeria habitual, sobretudo na imprensa generalista, alguém postasse alguma coisa decente sobre o recente anúncio do Google relativamente ao seu futuro sistema operativo (e, aqui, a palavra-chave é futuro, uma vez que estamos a falar de algo que não existe nem irá existir até 2010…).

E eis que esse post chega, não surpreendentemente pela mão do sempre sábio e bem informado Paul Thurrot:

This war isn't against just Windows, however. It's a war against the past. It's a war against the desktop computing model employed by Mac OS X and desktop Linux as well. I'm curious that so few news stories and commentaries about this announcement missed this very basic fact. I'd argue, indeed, that the biggest short-term harm that Chrome OS will cause will be to Microsoft's desktop OS competitors, and not to Windows.

Nem mais. O resto do artigo pode ser lido aqui.

Edit: E há uma perspectiva divertida aqui.

Edit2: E outra bem intrigante, aqui.

Sem comentários: