sexta-feira, 6 de junho de 2014

O problema dos tinteiros reciclados (e um sítio para os comprar baratos)

recycle-ink-cartridges[1]

Ontem (dia 5 de Junho) foi o Dia Mundial do Ambiente e, por coincidência, foi também o dia em que chegou uma encomenda que fiz de uma loja online: um conjunto de tinteiros para as minhas impressoras HP Officejet.

E porque é que isto tem a ver com o ambiente? Porque a questão ambiental, nomeadamente dois dos três “R” (“Reutilizar” e “Reciclar” – sendo o primeiro “Reduzir”), é uma das mais usadas para justificar a aposta nos chamados “tinteiros reciclados” para impressoras de jato de tinta.

O problema com as impressoras é que o modelo de negócio dos fabricantes desde há muito que passou a ser semelhante ao da Gilette: propor o hardware ao menor preço possível e recuperar o dinheiro com a venda dos consumíveis. Uma rápida visita a um website português de venda de equipamento informático permite constatar isso mesmo: uma impressora HP Deskjet 2544 custa €65 enquanto um conjunto de dois tinteiros (preto e tricolor) fica por… €37. A partir do momento em que comprar o segundo kit de tinteiros já ultrapassou o valor que pagou pelo hardware!

Não admira por isso que nos últimos anos tenha surgido uma verdadeira indústria de reciclagem de tinteiros. Os preços dos tinteiros reciclados (tinteiros já usados que foram reenchidos com tinta) oscila entre 2/3 e 1/3 do preço dos tinteiros originais, pelo que é fácil perceber porque é que se tornaram tão populares.

O problema dos tinteiros reciclados…

Os principais fabricantes (HP, Epson, Canon, etc.) dão vários argumentos para que os consumidores adquiram suprimentos originais, desde a perda da garantia no caso de avaria durante a utilização de tinteiros que não sejam da própria marca (o que é verdade) até ao facto de que as tintas usadas não têm a mesma qualidade da tinta original (o que também é verdade mas, na prática, a maioria dos utilizadores pouco se importa com isso).

Acontece porém que o principal problema é outro, e bem mais grave: a maioria das impressoras de entrada de gama custa muito pouco dinheiro (quando comparamos com o preço dos tinteiros) porque a tecnologia mais cara e importante – a cabeça de impressão – está no próprio tinteiro!

Ou seja, quando adquirimos um tinteiro novo, estamos praticamente a comprar uma impressora nova. Pode não ser verdade em termos do resto do hardware (motores, roletes, etc.) mas é certamente verdade no que diz respeito à qualidade de impressão. O que nos traz ao verdadeiro problema com a utilização de tinteiros reciclados: o fabricante concebeu o tinteiro com uma cabeça incorporada que não deverá durar muito mais tempo do que o necessário para esgotar a tinta que lá tem dentro. Ao entregarmos um tinteiro (com a respetiva cabeça) a uma empresa de reciclagem para que ela o reencha com tinta, a cabeça (que não foi mexida durante o processo de reciclagem, evidentemente) vai estar a trabalhar para além do ciclo de funcionamento para o qual foi criada.

Na prática, um tinteiro reciclado, mesmo assumindo que usa tinta de qualidade equivalente à da marca, nunca irá imprimir tão bem como um tinteiro normal, pela simples razão de que a sua cabeça já teve de funcionar durante bastante tempo. Quando sabemos que muitas empresas de reciclagem reutilizam também tinteiros que já foram reciclados, o problema deixa de ser apenas saber se o tinteiro vai funcionar com qualidade mas… quando é que irá rebentar dentro da impressora.

… e das cartridges de tinta

711hp88ink450x299[1]

Ao contrário do que sucede com a maioria das impressoras domésticas, as minhas HP Officejet utilizam tinteiros (cartridges) totalmente separados das cabeças de impressão.

Estas cartridges (com a referência HP 88XL) têm uma muito longa duração e normalmente não consumo mais do que um kit por ano em cada uma das minhas duas impressoras.

Contudo, quando é preciso comprar, o valor é significativo: cada um dos tinteiros de cor custa cerca de €25 euros (€75 no total) e o tinteiro de preto, de alta capacidade, fica por €35. Tudo somado, são €110 de tinta “original” sempre que é preciso adquirir tinteiros (um bónus dos tinteiros separados é que pelo menos podemos comprar só o tinteiro de que necessitamos).

Até há pouco tempo, a minha opção tinha sido a de adquirir tinteiros originais a partir da Amazon inglesa. Com os porte gratuitos, um kit de 4 tinteiros ficava por quase metade do que era possível comprar em Portugal. Contudo, agora a empresa voltou a cobrar portes para Portugal e o negócio deixou de ser tão interessante.

Mas, pelo menos, a situação teve o condão de me levar a procurar alternativas. Não consegui encontrar em Portugal cartridges recicladas de substituição HP 88XL. Mas encontrei cartridges compatíveis. A diferença é que as primeiras usam o invólucro original e limitam-se a ser reenchidas com tinta enquanto as segundas são produzidas por empresas independentes para serem compatíveis, mas não usam nenhuma parte do consumível original.

No caso da HP (não sei como é noutras marcas, mas presumo que seja uma situação semelhante), a opção por cartridges compatíveis (por opção a recicladas) tem um risco – nalguns casos é possível que a impressora detete o novo consumível como sendo “incompatível” e se recuse a funcionar. Isto pode acontecer quando se mistura cartridges compatíveis com consumíveis originais da marca, mas também é possível que aconteça com kits compatíveis completos.

Bem, a história já vai longa, mas deixei o melhor para o fim: encontrei um local na Internet onde adquiri cartridges 88XL compatíveis para as minhas Officejet com um preço fantástico e que não me dão problemas de compatibilidade (no dia em que escrevo, imprimi mais de 500 páginas a cores com estes novos consumíveis).

O preço de um conjunto 88XL completo (3 cores + 1 preto), cujo preço de referência em Portugal é de €110? A módica quantia de… €15 euros – já com IVA e já com portes!

A minha experiência é apenas com a referência compatível HP 88XL, mas apontem os vossos browsers para www.theinksquid.com e vejam se encontram alguma coisa que sirva na vossa impressora. Lembrem-se apenas de escolher um produto que seja “compatível” e não “reciclado”. E boa sorte.
P.S.: Não tenho comissão. Piscar de olho

3 comentários:

Anónimo disse...

mas é um site estrangeiro. como são os portes?

AEM disse...

Peço desculpa, mas só agora vi o seu email.
Os portes são muito baratos - mesmo mandando vir do Reino Unido compensa.

carlos gois disse...

Boa noite
disponibilizamos estes tinteiros reciclados,
tem de ter em atenção ao estado dos cabeçotes, pois esta impressora tem 2 cabeçotes
e por vezes apesar do seu estado apresentado no Report de estado de consumiveis, designando de "BOM ESTADO", estes poderão começar a falhar.
è necessário efectuar analise pois os cabeçotes rondam os 67€ cada, talvez valha a pena adquirir uma outra impressora ou Multifunções

Ao seu dispor
www.clinicadostinteiros.com
Carlos Góis
Tel. 289827179